(84)3263-4154

Cyberbullying

O que é? Como prevenir?

Cyberbullying, o que é?
Agressão verbal, difamação, manipulação, insulto, humilhação, perseguição em contexto cibernético como Chats, Redes Sociais, etc. Bullying em contexto tecnológico. Os agressores designam-se Bullies.

Quando ocorre?

Quando alguém que se julga mais forte, mais poderoso e mais capaz, persegue e humilha outros que julga mais fracos. O poder serve para intimidar o mais fraco que, devido às desigualdades, tem menos capacidade de auto-proteção, como auto-estima.

Onde pode ocorrer?
– Internet
– Celular
– Redes Sociais
– Chats
– Blogs

Como ocorre?
Os agressores (Bullies) aproveitam todos os dados da vítima para a intimidar. Insulto e manipulação de imagem através das fotografias do Facebook; Mensagens com difamações; Utilização de e-mail para envio de conteúdo agressivo; Agressão verbal através do MSN Messenger; entre outros.

Porque ocorre?
O objectivo dos agressores é causar mal-estar à vítima. Geralmente os bullies são crianças/jovens/adultos, com problemas de relacionamento e utilizam o insulto de forma a sentirem-se respeitados. Por ser praticado nos meios tecnológicos, o Cyberbullying permite que os agressores passem, muitas vezes, por anônimos.

Sinais de alerta para possíveis vítimas
Professores, pais e amigos devem estar atentos a alguns sinais de Cyberbullying:
– Isolamento
– Menor rendimento escolar ou aumento do tempo de estudo
– Não querer estar com amigos e colegas
– Não querer sair de casa
– Não atender o telefone

O que fazer para denunciar/evitar o Cyberbullying?

Reportar a Agressão
Em vários sites e redes sociais, há a opção de “Reportar Abuso”, que serve para comunicarmos que algo naquele local não está a funcionar conforme os termos e regras estabelecidos, ou alguma informação e conteúdo é difamatória.

Colocar o Computador num local social/comum
Colocar o PC num local onde toda a gente passa, previne que muitas vezes se deixe que os agressores vão mais longe. Principalmente em crianças, que são mais inocentes e não têm tantas defesas. E caso suceda algo, deve-se conversar com a criança e explicar-lhe que ela não tem o direito de ser humilhada e agredida.

Não partilhar dados pessoais
Ainda há quem partilhe dados pessoais, como fotos e nº de telemóvel à disposição no Facebook, e isso facilita a vida aos agressores.

Guardar as mensagens de Cyberbullying
Podem não ser muito agradáveis de ler, mas são uma prova caso o assunto se torne mais problemático e necessite da intervenção de entidades especializadas como a PSP.

Mudar de e-mail/password/Conta nas Redes Sociais/Número de Telefone
Quando sentires que estão a usar o teu e-mail em sites, muda-o. Isto aplica-se também a passwords, contas de redes sociais, etc.

Fonte: https://psicologiaparaofuturo.wordpress.com/